marisa

Conheça os livros e o DVD da Marisa Sanabria

links

linha


A CLÍNICA

A clínica do feminino é um projeto que têm como propósito resgatar aspectos do coletivo solidário, integrado e participativo.

Vivemos um modelo patriarcal de organização social caracterizado pelo individualismo, a luta e a competição em beneficio pessoal desconhecendo o respeito aos interesses da comunidade.

A mulher contemporânea sofre uma fragmentação interna, necessita produzir e estar integrada ao mercado de trabalho e assim subordinada a uma estrutura masculina privilegia a linearidade de comportamentos, os julgamentos rigorosos e os movimentos pessoais drásticos, eficientes e sem envolvimento afetivo.

É preciso diferenciar feminino, gênero, mulher.

Feminino é uma estrutura de consciência que não esta referida aos órgãos sexuais, tampouco são as mulheres as únicas guardiãs da feminilidade porque ela não está vinculada ao principio materno e transita livremente em homens ou em mulheres.

A experiência do feminino nos diz que algo têm que se serenar, apaziguar, esta vivência não têm nada de cortante, indagatório, conquistador, abrasivo, trata-se de uma lógica clara , conectada, sintonizada que não atenta, não desvia, esta atitude aceita as coisas como elas são sem tomar o controle da vida, da natureza, da produção, das relações laborais, afetivas etc. Este é um gesto diferente do masculino que sempre procurou fazer interferências e modificar o curso dos acontecimentos.

Assim quando mencionamos clínica do feminino estamos falando de comportamentos menos predatórios e devastadores, de um outra forma de entender o dinheiro, o trabalho e as relações afetivas e sociais.

As mulheres têm adoecido de depressão, raiva, síndrome de pânico etc, e o corpo têm respondido com esclerose múltipla, menopausa precoce, endometriose, são manifestações claras de um desentendimento e um descompasso entre o que é ser uma pessoa de êxito e uma mulher livre, sem dúvida esses aspectos precisam ser refletidos.

“A feminilidade consciente não é um estado de graça alienado... ela implica a percepção da energia da vida, da harmonia das coisas, a sintonia com o corpo, estar alerta e viva... a capacidade de receber... mas possuídos pelo poder como somos continuamos insistindo em percorrer a línea reta da perfeição e essa pode ser a causa real da nossa angustiada situação de vida.”

Woodman, Marion - A Feminilidade Consciente.
São Paulo: Paulus, 200